Logo An Amazon Concertation

Projeto de títulos para financiar proteção da Amazônia enfrenta ceticismo

Um empurrão político para estruturar o primeiro “título da Amazônia” ganhou força durante negociações para chegar a um entendimento em torno de um “roteiro” para o projeto, mas a chance de um acordo neste ano enfrenta obstáculos técnicos e ceticismo entre alguns dos encarregados de administrar a dívida, disseram fontes à Reuters.

Amazônia Legal polui como uma potência internacional, mas não gera riquezas ou empregos na mesma proporção

Desmatamento não é sinônimo de desenvolvimento. Infelizmente, a Amazônia ainda é um exemplo muito claro disso. Juntos, os nove estados que compõem a Amazônia Legal respondem por menos de 9% do PIB nacional, mas são responsáveis por mais da metade das emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) do Brasil, em sua esmagadora maioria, frutos do desmatamento e da degradação ambiental.

Degradação florestal na Amazônia aumenta quase 5.000% em março

As florestas degradadas na Amazônia Legal somaram 2.121 km² em março, o equivalente às cidades do Rio de Janeiro (RJ) e Belém (PA) somadas. O número representa uma alta de 4.948% em relação a março de 2023, quando a degradação detectada foi de 42 km². Os números, do Sistema de Alerta de Desmatamento do Imazon (SAD), foram divulgados nesta quarta-feira (17).

Reduzir riscos para escalar economias da natureza na Amazônia

Os custos de fazer negócios na Amazônia são consideravelmente mais elevados do que em outras regiões. A regularização e ocupação fundiária têm sido um desafio de longa data. Municípios amazônicos também são muito afetados por crimes ambientais e pelo crime organizado em comparação a outras áreas.

Inteligência Artificial identifica espécies florestais de valor comercial na Amazônia

Uma ferramenta inédita no Brasil que utiliza Inteligência Artificial (IA) está ajudando a identificar árvores de interesse comercial e indicar a sua localização exata na floresta. Espécies como castanheira, cumaru-ferro, açaí e cedro são reconhecidas com índices de acerto de 95%, resultado que reduz custos de produção e torna mais sustentável o manejo de florestas na Amazônia.